tiragem tarot

Conheça os diferentes tipos de tiragem no Tarot

Quando falamos em ciganas logo temos muitas dúvidas em mente, sobretudo na tiragem das cartas.

A leitura do Tarot costuma ser bem fácil quando as perguntas são claras e objetivas.

A maior parte da tiragem das cartas costuma ser concreta, e por isso precisa de um nível de acerto muito alto.

O segredo está não somente na forma de prestar atenção na tiragem, mas saber o que cada carta significa e adapta para cada questão no momento.

O que se sabe é que existem diferentes tipos de tiragem no Tarot, e exatamente sobre isso que iremos te contar agora.

Tiragem por três

Devemos nesse modo de leitura retirar até três cartas do maço e colocar assim em forma de triângulo. O vértice deverá estar posicionado para cima.

A leitura poderá ser estabelecida em sujeito, verbo ou complemento.

Importante lembrar para as aplicações que a finalidade está em adaptar em cada função a carta para ser tratado no processo de tiragem.

As sequencias podem ser positivas, negativas e de síntese ou alternativa, outra e uma avaliação final.

Certifique-se do ponto final da técnica.

O mais importante para quem se dirige é definir a visão de cada ângulo propriamente.

Tiragem em Cruz

Na tiragem de cruz existe um número maior de ângulos.

É retirado do baralho cinco lâminas, colocados em face para baixo.

Para alguns também estão costumados a retirar a quinta carta, adicionado o número das outras quatro cartas já sorteadas.

Caso o resultado obtido seja menor que 22, você deve tirar o maço da lâmina e colocar no centro da cruz.

Porém se o resultado for igual a 22, então colocamos o louco.

Porém quando já encontramos as quatro primeiras cartas já sorteadas, se conta o valor zero na conta de adição.

Isso é feito para achar a quinta lâmina.

E se o resultado for maior que 22?

Para isso some os dois algarismos e então obter um novo resultado, denominando a redução para a quinta carta da roda.

Tiragem péladan

Inventada por Josephin Péladan um escritor francês, é uma técnica de tarot muito popular principalmente na Europa.

Por ser um esquema simples e útil, a sua tiragem se dá em formato de cruz.

A quinta carta será obtida a partir da soma das quatro primeiras cartas retiradas do maço.

Caso o seu resultado ultrapasse o número 22, você deverá fazer a soma para a redução número lógica. As cartas são atribuídas à algumas funções.

Confira:

–  O que for favorável e vantajoso no jogo. Aspecto afirmativo. Pode ser desfavorável também, assim gerando o resultado contrário.

– Por ação ou influência. Pode prever os seus próximos acontecimentos, assim apontado para o seu caminho e onde seguir.

– Sintese. É o resultado do sentido do conjunto das cartas. Contra isso, é inegável duvidar do resultado das cartas.

Lição da Torre

Essa é uma tiragem que serve para examinar e trabalhar situações de rupturas, além de quebras de estruturas.

As funções foram definidas pela taróloga Teca Mendonça, atribuindo as cartas ao modelo de uma torre.

Para compreender é necessário seguir alguns passos, como empreender o fato em questão, o lado espiritual e superior, além do motivo da crise e identificar as funções.

As principais funções desta estrutura são identificar a porta de acesso, a luz da consciência, a luz da razão, o que foi destruído e era excessivo, além do que precisa ser reconstruído na característica dessa pessoa.

O que você achou desse sistema? Se gostou deixe aqui seus comentários e o que você quer que a gente coloque de novo sobre a simbologia do Tarot.

Se você quer aprender mais o assunto, faça um curso de Tarot a distância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *